Super 8 e a sessão da tarde


Faça uma lista de filmes preferidos e compare com a de outra pessoa. Você vai perceber duas coincidências: há algum filme do Spielberg e há um filme de sessão da tarde.
Spielberg é um daqueles diretos/produtores que formou e continua formando uma geração. Sua filmografia inclue filmes de aventura, suspense, guerra, ficção científica… seus filmes contam com protagonistas infantis motivados pela ingenuidade (ET,Goonies), com heróis nerds (Indiana Jones, Jurassic Park, De volta para o futuro) além de antagonistas invisíveis e sobrenaturais. Há nos filmes do Spielberg um modo clássico de fazer cinema em que o mais importante é contar a história, em que há tempo dos personagens se desenvolverem, o que é muito diferente na atual produção de filmes blockbusters.
Super 8 é produzido por Spielberg e dirigido/escrito por J.J. Abrams, conhecido pela série Lost (todos choram e o odeiam por alguns segundos) e pelo ultimo remake (e considerado por muitos o melhor) do filme Star Trek. Só por considerar essas informações iniciais, a possibilidade de Super 8 dar errado se reduzem bastante. J.J. Abrams, nerd como nós, fez de Super 8 um filme de referências com o ritmo moderno.

A história se passa em uma pequena cidade dos EUA em 1979 e gira em torno um garoto e seus amigos que querem terminar um filme e se deparam com uma situação inusitava (lembra de “conta comigo”?). Os protagonistas desse filme são garotos que não tem características de herói: são medrosos, nem sempre se apoiam e passam por problemas familiares. Você sabe que eles salvarão o filme por que… bem, é o que eles fazem. Há tempo de gostar dos personagens, as subtramas se passam de maneira suave, não são jogadas na tela para você engolir e, o melhor, impulsionam a história. O interesse do personagem principal não é diretamente o mistério dos eventos, mas o seu possivel romance proibido; tudo acontece em volta dele. Foca-se na expressão dos personagens e não é necessário ter aquela cena odiada do cinema, onde tudo é explicado para o expectador que cochilou no meio do filme.
Há no filme um clima de homenagem, há várias referencias a filmes dos anos 1980, desde Romero até a fita cassete. E o elemento chave do filme, a Super 8, compõe toda a estética: cenas com angulos parados, lens flare e o tão saudoso granulado – e, dizem, alguns vícios do diretor. Tudo isso associado à elementos do cinema contemporâneo como a cenas grandiosas e ótimos efeitos especiais, com a diferença de que eles não vem como elemento principal do filme, eles são adicionados à história sem se sobrepor à ela.
Não vá ao cinema esperando ver um filme com super efeitos especiais que vão explodir sua cabeça. É um filme simples (de fácil compreensão), com personagens feitos para serem amados e o “mal” é desfocado, oculto, mas presente. Esse é um filme de personagem, é o drama entre eles que move a aventura. E como anda se falando, é um filme de sessão da tarde, agradável, emocionante, fácil de assistir e cheio de clichês culturais. De certo modo é o que os filmes de grande bilheteria tentam não ser, é um filme que não te poupa da densidade das relações dos personagens em troca de uma grande cena de ação.

Anúncios

Sobre havalina
"I've been creeping round this town because... Well, creeping's just my way"

3 Responses to Super 8 e a sessão da tarde

  1. Eu quis assistir a esse filme desde o primeiro trailer que vi, e agora depois do seu texto, quero mais ainda! hahahaha

  2. Monstro says:

    É irado mesmo. Acho que os vícios do Abrams e Spielberg que fizeram o filme bom, no final das contas. Só uma coisinha: começa em 79, mas pula pra 83 depois da primeira cena!

    • Monstro says:

      Outra coisa, os moleques são BONS! Muito melhores do que todo o elenco infantil de Harry Potter até por volta do terceiro filme, e, sem contar com a Fanning, acho que são iniciantes, né? Pelo menos, eu nunca vi nenhum deles.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: